Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Este livro supreendeu-me a vários níveis. Vi-o uma vez na Fnac, numa promoção, e interessei-me por estar relacionado com a Grécia (mais concretamente porque a ação passa por Creta). Mas tive dúvidas e nunca cheguei a comprá-lo. Ao ler a contra capa, apesar de interessante, desconfiei que tinha tudo para não correr bem. Ou o escritor era mesmo bom ou então podia resvalar. Como nunca tinha lido Durrell, deixei andar. Claro que conheço o Quarteto de Alexandria mas tenho-me acobardado por causa do tamanho (gosto muito de livros grandes, mas o tempo escasseia e, por isso, às vezes esse critério impõe-se, por mais idiota que seja).

Na última ida à biblioteca, lá resolvi trazê-lo. E fiz bem. No início, o livro parece uma coisa de Agatha Christie, um mistério qualquer sobre umas pessoas que se perderam num labirinto em Creta. Depois, vamos atravessando páginas e páginas de uma escrita sólida e elegante. Durrell apresenta-nos os personagens tranquilamente, sem pressas e sem concessões. A sensação é de que os ficamos a conhecer bastante bem (para um livro desta dimensão, claro). Depois disso, então sim, vem a parte da história em que eles vão para o labirinto e se perdem. O que acontece lá dentro (ou saindo de lá) fica um segredo só entre aqueles que lerem este livro. Eu não conto, mas fiquei encantado.

Depois disto já não há dúvida. Vou ter que ler o Quarteto. Porque se Durrell escreve assim num livro pequeno, imagino o que não fará nesse em que a mesma história, pelo que sei, é vista de quatro pontos de vista (que correspondem aos quatro livros que compõem o conjunto).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este livro é, em grande parte, uma coleção de pérolas.

 

E. M. Forster - um dos autores da minha adolescência. Fico sempre com a impressão de que ele era mais querido do que capaz. Que era mais culto do que os seus livros mostram. Mas numa entrevista aparece a pessoa, o intelectual, e eu volto a ter saudades de o ler.

 

Graham Greene - pronto, tá bem… Parece-me um escritor menor no contexto deste livro. Parece-me também uma entrevista mais “técnica”. Nada que fique, mas nada que ofenda. Nunca li.

 

William Faulkner - talvez um dos escritores mais geniais do século XX. E nota-se que é qualquer coisa.

 

Truman Capote - Capote é Capote. Como pessoa é um bocado irritante, mas isso dá uma corzinha à entrevista…

 

Ernest Hemingway - não sabia que uma entrevista com ele pudesse ser tão interessante. Nunca tive grande simpatia pela pessoa, nem a escrita me convenceu ainda. Mas depois disto fiquei cheio de vontade de lhe dar mais uma ou duas oportunidades.

 

Lawrence Durrell - é o que menos conhecia e pareceu-me relativamente interessante. Poucos dias depois, nem de propósito, saíu uma nova edição do Quarteto de Alexandria. Talvez um dia…

 

Boris Pasternak - esta é mais a história de uma entrevista do que a entrevista propriamente dita. Mas é um dos momentos altos do livro.

 

Saul Bellow - Eu tenho mesmo que ler com urgência. Pareceu-me um dos entrevistados mais interessante em termos intelectuais.

 

Jorge Luis Borges - Claro que Borges é sempre uma figura incontornável. Tem um peso incrível. E sente-se isso.

 

Jack Kerouac - Achei uma nulidade. Vulgar e fútil. Mas o problema deve ser meu, que sou a única pessoa que conheço que não consegue ler o Pela Estrada Fora, apesar de já ter tentado mais que uma vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tags

mais tags