Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Guerra que Acabou com a Paz

 

Expliquei aqui que o livro de Follet provocou-me uma vontade enorme de ir ler mais coisas sobre a 1ª Guerra Mundial. E este era o livro que eu já andava para ler. A premissa que assumi era de que este livro se concentrava bastante nos protagonistas, ou seja, analisava, de facto, em que medida os acontecimentos foram sendo condicionados pelo comportamento e características pessoais de cada um dos responsáveis da época. Interessei-me pela abordagem e lá fui eu. Note-se ainda que este não é um livro sobre a guerra, é sobre como é que foi possível ela ter começado. Portanto, concentra-se nos anos anteriores e na forma como os acontecimentos foram levando ao desfecho final que conhecemos.

Num livro de história, desde que feito de forma competente e séria, aprende-se sempre muito. Foi o caso aqui, absolutamente. No entanto, o que é que separa um grande livro de história de um livro “normal” de história. Muitas vezes, é a estrutura que faz a diferença, a forma como os temas se organizam e nos vão chegando com um encadeamento que, para além de ser informativo, é cativante ou, mais importante, faz com que tudo flua. Aqui, esse é um ponto fraco. Por falar em pontos fortes e fracos, aqui ficam.

 

Pontos fortes:

 - A atenção dada à personalidade de cada um dos intervenientes, os aspetos biográficos, o contar de pormenores específicos da ação de cada um, são elementos que diferenciam este livro dos demais

- O relacionamento constante dos acontecimentos pré-guerra com eventos muito posteriores. Ou seja, MacMillan não deixa de tirar lições ou fazer comparações com eventos dos dias de hoje ou de há pucos anos. E normalmente fá-lo com uma capacidade de relacionamento bastante notável.

 

Pontos fracos

 - A estrutura é uma total confusão. Ora se fala de uma crise que ainda não se especificou mas que se até tem um capítulo dedicado a ela mais à frente, ora se opta por explicar a meio do texto.

- Repetição de ideias que até obriga a fazer uns dias de intervalo porque… enjoa estar sempre a ler o mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De Vespinha a 14.02.2015 às 11:17

Para ler outras coisas, portanto. :)

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tags

mais tags