Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



2013

30.12.13

Em 2013 não consegui ler tantos livros como no ano passado. Mas fiquei perto: 64. Estes são os destaques do ano, em que oscilei entre a rendição a novos (para mim) autores:

 

- Jonathan Franzen e o fenomenal Freedom (e o excelente Correções)

- A descoberta de um escritor incrível, incrível - Nikos Kazantzakis, de Creta, cujo túmulo pude visitar no verão

- Mo Yan e o fantástico e surpreendente Peito Grande, Ancas Largas  

 

E a rendição aos  que já conhecia mas a quem gosto sempre de voltar:

 

- Orhan Pamuk, com The Museum of Innocence que saltou diretamente para a lista dos livros da minha vida

- José Saramago, a minha releitura anual. Desta vez foi o regresso ao meu livro de sempre, Ensaio sobre a Cegueira

- Philip Roth e o grandioso Teatro de Sabbath

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De Vespinha a 01.01.2014 às 19:16

Eu fiquei pelos 26, pelo menos é o que tenho registado no blogue. :)

De 222 a 04.01.2014 às 09:07

Também não li muitos. Dos muitos que já conheço e que "moram" comigo, por assim dizer, li ou reli:
- Os Anéis de Saturno, de W.G.Sebald;
- The Childwood of Jesus, de J.M.Coetzee;
- Inner Workings-Essays 2000-2005, também do Coetzee.

Das novas descobertas que fiz, quero destacar:
-Bomarzo, de Manuel Mujica Lainez;
-O Jardim dos Finzi-Contini, de Giorgio Bassani;
- Fun Home, de Alison Bechdel
-As Benevolentes, de Jonathan Littel;
-Europe at War- No Simple Victory (1939-1945), de Norman Davies.

Votos de Boas Leituras para 2014!

De Vespinha a 10.01.2014 às 15:00

As benevolentes, um daqueles que todos deviam ler... :)

De 222 a 12.01.2014 às 22:19

Sem dúvida! Comprei-o assim que saiu, em 2008, mas é tão pesado que fui adiando. Ficou na estante 5 anos... Shame on me. Só mesmo em 2013 é que decidi pegar-lhe. E valeu a pena. É admirável, tanto no que revela de trabalho de pesquisa do autor como num dos principais objectivos enunciados pelo narrador logo no princípio destas suas "confissões": tentar demonstrar que, sob determinadas circunstâncias, qualquer pessoa se pode tornar um monstro.

Comentar post



calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tags

mais tags