Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pausa

17.08.12

Não foram ainda as esperadas férias "grandes". Para essas, ainda falta um mês, foi apenas uma pequena pausa. Fiquei surpreendido com um Algarve menos conhecido e mais genuíno - Tavira, Santa Luzia, Cacela Velha, as praias às quais só se chega de barco…

Aproveitei para voltar a ler Kadaré - o post está para sair. E para continuar as minhas incursões no mundo greco-romano. Desta vez com O Mediterrâneo Arcaico, de Michel Gras.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

De Vespinha a 18.08.2012 às 10:09

Em Santa Luzia come-se tão bem!

De pedrices a 20.08.2012 às 11:06

Eu sei mas não tive lá muita sorte... Esteve sempre tudo tão cheio que acabei por ir aos que tinham menos gente, e não eram tão bons :(

De numadeletra a 19.08.2012 às 16:08

Bela foto!... Apetece mesmo dar um mergulho.

De pedrices a 20.08.2012 às 11:07

Sim, embora eu não o tenha feito porque a água estava muito fria (e havia muito vento)...

De Carriço a 27.08.2012 às 18:35

Kadaré é um daqueles autores a que quero voltar pela desilusão que me causou. Li-lhe "Um jantar a mais" e, tirando envolvência histórica e a escrita em si... não gostei nem um bocadinho. Tenho a certeza que foi um mau livro (para mim, claro) de um autor que é capaz de muito bons livros. Por isso voltarei a ele.
Vou estar a tento e à espera para ler o que aqui se escreverá sobre o albanês.

De pedrices a 28.08.2012 às 14:38

Olá! Tenho o post quase a sair... Desta vez não gostei. Mas o Abril Despedaçado é um livro incrível. E podes clicar em Kadré para ver o que já li dele.

De :P a 08.08.2015 às 08:42

Genuíno? Diz quem só conheceu agora. Os algarvios carregam séculos de pobreza de que se envergonham como um espinho atravessado na garganta: a câmara de Tavira faz o que pode e não pode para que o visitante imagine que era terra de grande fidalguia. Quando terminarem o seu labor só restarão meia dúzia de casas apalaçadas que, como as outras, viviam do figo, da amêndoa, da alfarroba do sal e do atum. Produtos que, como é óbvio, são da maior indignidade viver. Fino, fino, seria o cravo, pimenta, canela, escravos e ouro. Não é, Lisboa ?

Comentar post



calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tags

mais tags