Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2016

30.12.16

Como este ano quase não houve posts, fica aqui a lista dos meus destaques de 2016

 

Em Busca do Carneiro Selvagem e Dança, Dança, Dança - finalmente, reencontrei o Murakami de que mais gosto. Estes dois livros foram leituras compulsivas, cheias de encanto e entusiasmo

 

A Sala de Vidro, de Simon Mawer - Uma casa que é uma personagem, a arquitetura como protagonista. A Europa a ficar feia e uma casa que assiste a tudo. O meu grande livro de 2016.

 

Crónicas do Mal de Amor, de Elena Ferrante - não se sai inteiro da escrita desta senhora. Até me sinto intimidado para me lançar nos outros livros. Mas fica marcado o encontro para 2017.

 

Hotel Sunrise, de Victoria Hislop - uma surpresa enorme. Um livro que me serviu de introdução ao Chipre para onde viajei este ano (junto com a Grécia, claro). E foi realmente a melhor leitura que podia ter feito. Estava à espera de literatura completamente light e saí rendido ao talento para cruzar a ficção com a história de um país.

 

Os Sonâmbulos, de Cristopher Clark - melhor livro que já li sobre a 1ª Guerra Mundial. Pormenorizado, intenso, compulsivo. E capaz de mudar a visão que me habituei a ter sobre o conflito.

 

Cidade Aberta, de Teju Cole - se soubesse escrever assim, este é o livro que eu escrevia. Isto é que é divagar e ter mesmo o que contar.

 

Mas este ano também me trouxe o Netflix e uma “série de séries” que vi de fio a pavio com imenso entusiasmo:

 

Orange is the New Black - a vida numa prisão feminina, cheia de peripécias. Está a ficar cada vez mais negra, de temporada para temporada, e cada vez mais interessante.

 

How I Met Your Mother - sim, sim, é uma série cheia de parvoíces. Mas encanta-me as estratégias narrativas que desafiam e baralham. Fica a impressão de que não sabem contar uma história de forma linear, e isso é o melhor.

 

Suits - esta bateu mesmo. Nem sei bem porquê mas há personagens fascinantes e uma intriga ao estilo escritório de advogados que é muito mais sofisticada que aquilo que estava habituado.

 

OA - estreou há poucas semanas. Ainda só tem uma temporada. Mas gostei tanto, tanto, que nem sei explicar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tags

mais tags